A História das Loterias

As loterias tem sido conhecidas quase tão longo quanto a humanidade tem existido neste planeta.

A divisão de lotes é mencionada muitas vezes na bíblia, nesse caso lote é um objeto usado para fazer a escolha por chance, tanto é que Moisés dividiu a Terra entre os israelitas por lote.

As loterias são muito populares a mais ou menos 2.000 anos atrás na China, foi a raiz ancestral do Lotto, Keno e Bingo (Eua).

A Loteria que conhecemos hoje era chamada “A Lotto de Firenza” em 1530, e desde então, os jogos se espalharam pela Europa até atualmente que é mais de 450 anos, e ainda é hoje uma das mais populares.

Por toda parte do mundo onde existem cidades com populações grandes o bastante para suportar uma cadeia ou um tribunal tem também uma casa lotérica.

As arrecadações de loterias vêm financiando as construções de pontes, canais, rodovias e escolas, elas ajudam os pobres e paga os religiosos.

Pessoas dos mais altos escalões se envolvem em loterias, a história nos conta que George Washington sempre comprava cartões de loterias e até mesmo os dava como presentes.

Alexander Hamilton foi o primeiro secretário do tesouro norte americano, e disse o seguinte sobre as loterias:

“Todos, quase todos determinarão suas chances triviais por uma soma considerável de lucros ou ganhos”.

Thomas Jefferson, o terceiro presidente dos Estados Unidos negociou parte de seus bens através de loteria, Benjamin Franklin também jogava e ajudou a garantir as loterias.

As loterias fizeram parte das Américas por quase 300 anos, até que virou uma corrupção, essa é uma história bastante colorida, mas não é o foco neste momento, e em 1895 todas as loterias foram banidas, somente em 1963 que a loteria foi legalizada, isso acontceu quando o estado de New Hampshire autorizou a primeira loteria estadual em tempos modernos.