Minha Visão das Manifestações

O crescimento da violência nas manifestações chegou a um ponto inaceitável e essa situação não deixa ninguém tranquilo, a verdade é que estamos todos com medo, embora muitos de nós não temos coragem de admitir, depois de tantos socos e ponta pés agora a democracia acaba de levar um cruzado muito forte com a morte do cinegrafista Santiago Andrade.

A minha visão para as manifestações está um pouco diferente do que andam contando por aí, a realidade é que se manifestar é um direito e um dever, mas é muito arriscado fazer manifestação, sempre há o risco de algum engraçadinho querer aprontar alguma.

Eu penso que qualquer manifestação pública mostrando o descontentamento sobre alguma coisa não é interessante para o governo, como não há como impedir manifestações o governo através de suas células partidárias e aliados resolveu agir e infiltrou pessoas para saber o que realmente o povo queria, não com a finalidade de atender as reinvindicações dos manifestantes, mas para tumultuar as manifestações.

Diante da facilidade em infiltrar “espiões” surgiram arruaceiros mascarados e começaram a depredar bens públicos e privados e assim o governo pode exigir que a polícia não permita nenhum tipo de manifestação, gerando confronto.

Para qualquer um com apenas metade de um neurônio funcionando sabe que tudo seria fácil de ser resolvido, é como numa casa onde o chefe da família tem autoridade e tem a seu favor a maioria dos membros da família.

Fazendo um comparativo, se o governo quisesse resolver as questões que são os motivos de descontentamentos da população, bastaria um decreto proibindo manifestante mascarado, simples assim, e caso aparecesse algum, esse seria detido, interrogado e tomadas as providências legais.

Mas para o governo não interessa solução, para o governo é ótimo que existam os confrontos, ele deseja jogar a população menos avisada e mais incrédula uns contra os outros, é o caos que interessa ao governo, assim abafa os escândalos e os desmandos.

É inaceitável que um governo que tem a maioria da câmara dos deputados e do congresso nacional (letras minúsculas propositais) não consiga colocar Lei e ordem, o motivo é simples: quanto mais bagunça e desordem melhor, afinal, esse é um ano eleitoral.

Para piorar ainda mais as coisas, no Brasil há alguns extremos, existem jornalistas míopes que em muitos casos são apoiados pelo governo ou por extremistas de direita querendo nos fazer acreditar que só eles sabem o que é certo ou errado, e que a população deve seguir os ideais deles e não ter as próprias opiniões.

Esses radicais não deixam espaço para o povo pensar ou plantar sementes de novas ideias, a realidade é que chegamos ao ponto em que você não pode criticar o governo para não ser chamado de idiota estúpido ou algum adjetivo parecido.

A situação chega a ser ridícula, ou você apoia um dos lados e sofre pressão do lado contrário ou tem que ficar quieto, pois os ativistas de esquerda e da direita não aceitam que você tenha pensamento próprio, lúcido e crítico sem concordar ou discordar desse ou daquele.

E assim o objetivo do governo está sendo alcançado: A anarquia.

A realidade é muito simples: Nenhum ser humano resiste por muito tempo em estado de inércia quando se sente injustiçado e humilhado, chega uma hora que há explosão de raiva pelo que acontece sem solução.

O povo está cansado, humilhado, descontente e frustrado, chegou a hora de gritar em praça pública condenando tudo aquilo que não está de acordo, e aí, surge a manobra governamental com o objetivo de “esvaziar” o objetivo das manifestações, e para isso utiliza policiais pagos com o dinheiro do povo para impedir que o povo se manifeste, é a isso que chamam de democracia?

Sou totalmente a favor das manifestações pacíficas, sem máscaras, de cara limpa, sem medo de falar a verdade, inclusive com policiais acompanhando.

Para mim quem não quer mostrar a cara é porque tem alguma coisa a esconder, e quem não está cumprindo a Lei é bandido, é simples assim, ou se está dentro da Lei ou não.

É preciso botar na cadeia aqueles que não querem se identificar, descobrir seus mandantes, que obviamente estão ligados a partidos políticos e também coloca-los na cadeia.

Quem desejar fazer manifestação pacífica tem o direito de fazer, afinal, todos têm o direito de ir e vir livremente, desde que esteja cumprindo o que determina a Lei.