A Paixão ou o Dinheiro?

Paixão e dinheiro sempre foram assuntos em evidência e por isso são assuntos que são debatidos com muita freqüência na mídia, nas ruas, e nas conversas informais dentro das empresas.

Acho pouco provável que um de nós em algum momento não tenha escutado discussões do tipo trabalhar por paixão e ter prazer e satisfação, ou trabalhar por dinheiro, para muitos é uma decisão fácil, mas para outros é uma decisão difícil.

Para entendimento fácil dos seus seguidores, Jesus usava metáforas (parábolas), e funciona mesmo, porque me lembro de uma metáfora que escutei quando eu ainda era garoto, a metáfora é a seguinte:.

Um velho trapezista de circo dedicava-se a formar jovens acrobatas, e um grupo de alunos, após vários meses de muito treinamento, tinha chegado a hora que tinham que enfrentar o teste principal:

O teste consistia em saltar no trapézio a 15 metros de altura, e assim, um a um, os jovens foram superando aquela prova, até que o último aluno se posicionou na plataforma, aguardando o momento certo para o salto, em busca do trapézio que balançava suavemente na sua frente.

O tempo ia passando e o jovem continuava lá, olhando para um ponto qualquer à sua frente, imóvel como se estivesse congelado.

O professor, ficou observando a dúvida que o aluno tinha e por isso não pulava, então procurou ajudá-lo dizendo:

– Vamos lá rapaz, pule!

Sem nenhuma reação o jovem gaguejou:

– Eu não posso, não posso pular, pois eu me vejo morto lá embaixo estendido no chão.

Naquele instante o silêncio foi total no picadeiro, todos que ali estavam acompanhavam tensos aqueles momentos.

Então o velho trapezista subiu até onde estava o jovem e calmamente lhe disse:

– Se não tivesse certeza que você seria capaz de pular não pediria para fazê-lo.

Você tem conhecimentos técnicos e competência para executar este movimento.

Vou lhe dar um conselho, preste atenção: primeiro atire seu coração e a mente naquela barra, o corpo irá atrás, acredite nisso!

Passaram-se alguns segundos e o jovem aluno se lança no espaço resoluto e agarra o trapézio, e foram ouvindas as palmas dos que o observavam naquele instante.

O exemplo que fica é que é preciso colocar o coração naquilo que fazemos, e isso é um dos grandes segredos para sermos bem sucedidos, é fácil observar que todos os profissionais que colocam a paixão e a emoção naquilo que fazem, acabam sendo pessoas reconhecidas e, portanto, pessoas de sucesso na vida profissional.

O pesquisador Mark Albion que também é escritor e palestrante fez a seguinte para mil e quinhentos profissionais que, há 20 anos atrás, obtiveram seu diploma nas melhores escolas dos EUA:

Sua primeira opção de emprego após a conclusão do curso foi trabalhar onde ganhariam dinheiro ou trabalhar naquilo que realmente lhes interessava, independentemente do dinheiro pago por isso?.

O resultado da pesquisa foi que dos mil e quinhentos profissionais entrevistados, 83% deles optaram em trabalhar naquilo que lhes desse dinheiro e apenas 17% optaram em trabalhar naquilo que gostavam.

O que mais chama a atenção nesta pesquisa é o que vem a seguir: 20 anos depois, dos mil e quinhentos pesquisados, 101 deles se tornaram multimilionários, e 100 deles eram do grupo que optaram em seguir sua paixão e apenas 1 era do grupo que optou em colocar o dinheiro como principal item.

A conclusão é que a pesquisa reafirma a questão de que o dinheiro é a conseqüência, não a causa, ou seja: a paixão faz a diferença.

O sucesso financeiro, normalmente, vem do trabalho feito com paixão, prazer, realização e dedicação.