A Realidade Como Ela É

Já estou passei dos 50 anos e para quem pensou que talvez não passasse dos 40 anos talvez esteja no lucro, de qualquer forma vou evitando que o “fim de tudo” se torne uma realidade que eu mesmo não irei ver, mas não pense que isso acontece só comigo, você, aliás, você e toda a sua família estão no mesmo barco, e na hora em que o “barco da vida fizer água”, as coisas irão a acontecer e não existem meios de evitar, é o ciclo da vida: nascer e morrer.

O preço do viver é muito alto para os jovem nos dias atuais, eles tem que comprar apartamento, ter trabalho, ter um bom carro, traçar todas, malhar todos os dias, saber tudo e mais um pouco de internet, não perder os shows de seus ídolos famosos e outras coisas que não são importantes para você, mas para eles são.

Com mais de 50 anos todas essas obrigações já foram deixadas para trás, por terem sido cumpridas ou por não serem mais as prioridades, então o certo seria viver o restante da vida em paz, mas não é assim, aliás, é exatamente ao contrário. 

Quando a velhice vem chegando, vão chegando também outras prioridades: tem que tomar insulina, antidepressivos, controlar a pressão, evitar a friagem e a umidade, não comer açúcar e açucarados, evitar o sal, não fumar e não beber, e se depois de tudo isso ainda conseguir “comer uma ou outra” a emoção é como se fosse a primeira vitória do Airton Senna.

E não é tudo, ainda é preciso caminhar pelo menos meia hora por dia, dormir cedo, não discutir no trânsito, não ficar zangado ao pagar as contas na casa lotérica, tolerar os filhos e agradar os netos, dar graças a Deus por ter um mixo salário de aposentado, e de consolo curtir todas as dores ósseas, nervosas e musculares, porque se um dia acordar sem dor é porque morreu.

Mas ser idoso tem lá suas vantagens, e uma delas é a transparência, quanto mais velho mais transparente ele vai se tornando, e o idoso chega a ponto de ficar invisível que ninguém mais o percebe, mais um pouco e ninguém vai mais vê-lo também.

Tem como vantagem o direito de poder passar na frente dos jovens em todas filas e fazer aquele ar de superior e tirar uma onda dizendo: “você é jovem e sarado, mas eu tenho prioridade” e diante de qualquer aborrecimento ameaçar que vai ter um infarto, e funciona sempre, num instante todos se tornam gentis.

A constatação é que na terceira idade só existem dois caminhos, um deles é envelhecer, o outro caminho é muito pior, então acho que é melhor envelhecer aceitando cada sim que a vida der com alegria e considerar cada sim como se fosse uma vitória.

E esse papo de que velho é sabido não serve para absolutamente nada, de nada vale a sabedoria se não souber utilizá-la, o jeito é ir vivendo a vida até que ela se aborreça comigo e me deixe.

Enquanto estou por aqui, evito ter que fazer uma visita permanente ao Asilo Dom Bosco ou a um lugar ainda pior, e você que ainda pode fazer muitas escolhas, não se esqueça de fazer uma visita ao website do Asilo Dom Bosco.