Alerta Sobre Drogas

Tudo começa quando alguém que se diz amigo chega com aquele papo que “pode experimentar sem medo” que e quando quiser parar é só parar e pronto.

As primeiras ofertas são de coisas bem leves, e quem está desavisado experimenta, e mesmo que não goste muito, a pressão dos “amigos” fala mais alto, afinal, não deve “fazer feio” diante dos amigos.

No começo é legal, mas a “parada” vai ficando cada vez mais pesada, o consumo fica cada vez mais freqüente, e todo mundo do “grupinho” passa a ser “amigo” e para não ficar por baixo compra pela primeira vez.

A partir de então as visitas são freqüentes ao submundo, as corridas atrás das paradas também, e a partir daí que começa a decadência, o cérebro trava e o indivíduo não pensa em mais nada, mas a fase negra ainda não chegou.

O fundo do poço, o chamado limite da condição humana, é quando o indivíduo começa a ter delírios e a dizer coisas sem sentido, saí todas as noites apanha na cara e por vingança faz gestos obscenos. 

Os “amigos”? Bem, eles estão todos por perto, mas são outros drogados e a fraqueza do individuo é tão grande que a queda livre é inevitável, é que depois da droga dominar não tem jeito.

Quando os verdadeiros amigos agem, eles fazem a única coisa que ainda resta ser feita, e geralmente numa tentativa desesperada, internam numa clínica de recuperação, que só vai dar resultado se o próprio usuário de drogas quiser se recuperar, porque um tratamento para deixar do vicio não resolve nada se o próprio viciado não deseja largar o vicio.

Posso dizer que tive sorte, apesar de ter trabalhado em todo tipo de ambientes e de todo tipo de companhias na minha juventude, vi consumir bebidas e drogas durante muito tempo, mas graças a Deus e uma cabeça dura que tenho não me envolvi com drogas e nem bebidas, me espelhei nos exemplos das outras pessoas para não querer o mesmo para mim.

Você que leu até aqui deve estar curioso para saber porque escrevi esse texto, é uma noite de sábado, poderia estar fazendo outra coisa, mas meu objetivo é aproveitar o interesse pelo assunto e deixar um alerta.

Aproveito a oportunidade e aconselho as pessoas a não se entregarem a qualquer tipo de droga, os traficantes só pensam no dinheiro, eles não se preocupam com a saúde de ninguém.

Quem não reage acaba drogado, alienado, inculto, manobrável, consumível, descartável e mais adiante perde as referências e definha mentalmente.

Em vez de encher a cabeça com porcaria, pratique esportes e, na dúvida, duvide de tudo e de todos, eu sei que você consegue, DIGA NÃO AS DROGAS SEMPRE.