Anatomia das Abelhas

O corpo de uma abelha melífera divide-se em cabeça, tórax e abdome, existe boa semelhança com a maioria dos insetos, na cabeça, ficam as antenas, órgãos táteis e olfativos.

Próximo às antenas, localiza-se o complexo sistema visual, que permite às abelhas enxergar em todas as direções e a longas distâncias.

Ainda na cabeça, ficam as glândulas salivares, responsáveis pela transformação do néctar em mel, as hipofaríngeas, que transformam o alimento comum em geléia real, e as mandibulares, que dissolvem a cera e ajudam a processar a geléia real.

As abelhas apresentam dois pares de asas, os três pares de patas são diferentes entre si, pois cada um possui uma função específica.

As patas anteriores, forradas de pêlos microscópicos, são utilizadas na limpeza das antenas, olhos, língua e mandíbula.

As medianas possuem um esporão, cuja função é a limpeza das asas e a retirada do pólen acumulado nas patas posteriores, as quais se caracterizam pelapresença das cestas de pólen, pentes, e espinhos.

Estes últimos têm a finalidade de remover as partículas de cera elaboradas pelas glândulas alojadas no ventre.

O abdome abriga a maioria dos órgãos das abelhas, nele estão situadas as vesículas melíferas que transformam o néctar em mel e transportam a água coletada no campo para a colméia, as glândulas cerígenas são responsáveis pela produção da cera, o abdome também abriga as traquéias, os órgãos de respiração, os órgãos de reprodução femininos e masculinos, o estômago, o intestino delgado e o coração.

É no abdome que se localiza o ferrão, que as operárias utilizam como arma de defesa, e a rainha como instrumento de orientação, é por meio dele que ela localiza as células dos favos no momento da postura.