As Plantas Transgênicas

É chamado de transgênico qualquer organismo que seja modificado geneticamente pelas técnicas de engenharia genética, é o mesmo que dizer que é qualquer organismo em que se tenha introduzido uma ou mais seqüências de DNA provenientes de uma outra espécie ou uma seqüência modificada de DNA da mesma espécie.

Várias pesquisas com plantas transgênicas já foram, e continuam sendo feitas no Brasil, o principal motivo é tornar as plantas resistentes a vírus, existem muitas polêmicas com relação a produtos transgênicos.

A polêmica é devida aos riscos para o meio ambiente, além dos riscos para a saúde humana, riscos que nem todos levam a sério por desconhecimento ou por desinteresse, em todo caso, os riscos devem ser conhecidos.

Criação de superpragas e superinvasoras: Caso venham a ser transferidos os genes inseticidas ou os genes de resistência a herbicidas, as combatidas pragas e invasoras desenvolverão esta mesma resistência, o que tornará necessária a aplicação de maiores doses ou mesmo usar defensivos mais fortes sem considerar o desequilíbrio do ecossistema.

Aumento de resíduos tóxicos: A utilização de plantas transgênicas com característica de resistência a herbicidas implicará na possibilidade de elevação do uso desses agrotóxicos, resultando em maior poluição dos rios e dos solos.

impossibilidade de controle sobre a natureza: A introdução de uma espécie transgênica no meio ambiente é irreversível, pois o gene pode se propagar sem controle, não é possível prever as alterações no ecossistema.

Alteração do equilíbrio dos ecossistemas: A criação de superpragas e superinvasoras, assim como o aumento dos resíduos tóxicos e a impossibilidade de controle das novas espécies, provocarão alterações no equilíbrio dos ecossistemas.

Mesmo que seja importante buscar novas tecnologias para aumentar a oferta e a qualidade dos alimentos, é obrigação do Poder Público agir com muita cautela e verificar os riscos envolvidos para que não impliquem em novos danos, atualmente o que se vê é a adição contínua de novos riscos para a saúde dos seres humanos e para o meio ambiente, e é assim com os aditivos, com os agrotóxicos, com os anabolizantes usados no gado, com os antibióticos, com a irradiação e, em tudo que envolve a engenharia genética.