Copa do Mundo de 2014

A Copa do Mundo FIFA de 2014 será uma competição mundial de futebol que acontecerá no Brasil em 2014.

A Copa do Mundo voltará a ser realizada na América do Sul após 36 anos, já que a Argentina sediou o evento em 1978, coerente com a política da FIFA de um rodízio no direito de sediar uma Copa do Mundo entre as diferentes confederações continentais.

O Brasil é o primeiro país classificado para disputar a Copa do Mundo de 2014, já que o país que sedia o mundial tem sua classificação automática.

No dia 3 de Junho de 2003, a Confederação Sulamericana de Futebol havia anunciado que Argentina, Brasil e Colômbia se candidataram à sede do evento, e em 17 de março de 2006, as confederações da CONMEBOL votaram de forma unânime pela adoção do Brasil como seu único candidato.

O presidente da FIFA Joseph Blatter disse em 4 de Julho de 2006 que, nesse caso, a Copa do Mundo de 2014 provavelmente seria sediada no país.

No dia 28 de Setembro do mesmo ano, ele se encontrou com o Presidente Lula e disse que queria que o país provasse sua capacidade antes de tomar uma decisão.

O dia 7 de fevereiro de 2007 seria a data final para as inscrições, porém a FIFA antecipou o prazo, tendo este acabado em 18 de dezembro de 2006.

No dia 13 de Abril de 2007, após visitar o Maracanã, no Rio de Janeiro, o Morumbi, em São Paulo, Mineirão, em Belo Horizonte, e o Beira-Rio, em Porto Alegre, Blatter disse que o país não tinha nenhum estádio em condições de sediar a Copa.

Lula, porém, disse a jornalistas no dia 15 de Setembro de 2006 que o Brasil deveria construir doze novos estádios para ser capaz de sediar a Copa.

Lula ainda disse que nem mesmo a Kyocera Arena, o moderno estádio do Atlético Paranaense em Curitiba, tinha os pré-requisitos, pois havia questões de acesso e estacionamento.

Apesar de tudo, tanto Blatter quando o Presidente Lula estavam otimistas na reunião.

O Ministro dos Esportes do Brasil, Orlando Silva, disse que “o Brasil fará o que for preciso para que a Copa seja realizada no país.”

O presidente da CBF, Ricardo Teixeira, disse que recuperar estádios e/ou construir novos estádios seria responsabilidade da iniciativa privada.

Em 31 de Maio de 2007, encerrou-se o prazo dado pela FIFA e pela CBF para que as cidades interessadas em sediar partidas do Mundial fizessem suas respectivas candidaturas, vinte e uma cidades de dezenove estados mais o Distrito Federal entregaram à comissão organizadora os protocolos preenchidos de acordo com o Caderno de Encargos da FIFA.

Em 31 de Julho de 2007 a CBF entregou na sede da FIFA em Zurique, na Suíça, os documentos da proposta, na qual apareciam as dezoito cidades selecionadas, incluída a candidatura conjunta de Recife e Olinda.

No final no mês de agosto de 2007 uma comissão formada por inspetores da FIFA esteve nas cidades de São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Brasília e Porto Alegre, para vistoriar pessoalmente os estádios e a infra-estrutura destas cidades candidatas a sede, além das visitas, os inspetores da FIFA assistiram às apresentações dos projetos das demais cidades candidatas.

No dia 30 de Outubro de 2007 a FIFA ratificou o Brasil como país-sede da Copa do Mundo de 2014, mas a escolha das cidades-sede ficou para o fim de 2008.

Dezenove cidades se candidataram para sediar as partidas da Copa, dentre essas, apenas Olinda, cuja candidatura é conjunta com a de Recife, não é capital.

A FIFA limita o número de cidades-sedes entre oito e dez, mas a CBF já pediu à FIFA permissão para que doze cidades sediem as partidas, vamos aguardar para saber tudo mais adiante.