Cuide Bem do Motor

Não deve ser feito por você e nem permitir de maneira nenhuma, que o motor trabalhe em rotações muito baixas, um exemplo que “acaba” com o motor é andar a 50 Km/h em quarta marcha, essa atitude representa uma carga muito forte para o motor.

Também não deve ser ultrapassado o limite de giros, se o ponteiro que indica a quantidade de giros (RPM) passar da faixa vermelha do conta giros, o motor atingiu o limite de giros, e pode entortar válvulas, quebrar as bielas ou até danificar o bloco do motor, ou seja, vai comprometer a vida útil do motor.

Mesmo sendo uma mania de velho, existe quem ainda insista de mesmo que seja inverno deixar o motor funcionando um “certo tempo” para aquecer, a verdade é que a temperatura ideal é atingida com muito mais facilidade com o carro em movimento.
Outra mania de velho é aquela de estar sempre prevenido, tanto é que nas trocas de óleo sempre coloca um pouco mais para que o óleo fique com o nível acima do nível de indicado.

O fato é que o excesso acaba sujando as velas e prejudicando a queima de combustível, o carro perde potência e consome mais combustível, e quando for verificar o nível do óleo, para garantir uma medição precisa, sempre faça a verificação dos níveis de óleo e água com o motor frio.

As revisões e as trocas de componentes devem ser feitas no prazo recomendado pelo fabricante, e um aviso especial:

nunca abra a tampa do reservatório de água com o motor quente, essa atitude despressuriza o sistema que gera bolhas de ar que podem prejudicar a circulação da água e pode levar ao superaquecimento do motor, além do risco da água quente do motor que pode queimar a pele, e mesmo o risco de pequenos respingos atingirem os olhos.