Depressão é Vida Parada

Esse texto reflete a opinião do autor no que diz respeito à depressão e tem como base a experiência de vida do próprio.

Na linguagem popular o que é essa tal de depressão? Porque e quando ela passa a fazer parte da vida de uma pessoa? Depressão ou falta de ânimo é o resultado do fracasso de uma luta para conseguir algum bem material ou o resultado de uma luta inglória para obter a atenção de uma pessoa no campo afetivo, enfim, o fracasso da luta para obter algum objetivo material ou emocional, também pode ser por não conseguir manter algum objetivo material ou emocional já conquistado.

O fato é que a depressão é reconhecida como doença, e não é difícil encontrar pessoas que dizem fazer tratamento para a depressão, mas sinceramente, afirmo que a depressão é apenas um estado de espírito, mas obviamente que inspira cuidados. 

A depressão é o resultado de algum fracasso, mas é preciso ter em mente que o fracasso por si só não causa nenhuma depressão, a depressão é causada pelas atitudes das pessoas ao redor daquela que sentiu o fracasso momentâneo, não importa o motivo do fracasso, o fato é que a vida continua, e isso vale para quem fracassou naquele momento.

Quando alguém se sente frustrado por não ter obtido alguma coisa ou por ter perdido alguma coisa que já possuía aparece àquela sensação de perda, e há apenas dois caminhos a seguir: ou tenta-se reaver aquilo que foi perdido, ou o jeito é ir em frente e conquistar novamente alguma coisa semelhante.

E á nesse ponto que entram as pessoas que rodeiam aquela pessoa que está numa encruzilhada, um exemplo bem claro disso é quando alguém perde a carteira com todos os seus documentos, é lógico que se estivesse levando apenas os documentos necessários e um valor mínimo em dinheiro as conseqüências seriam pequenas, mas não é sempre o que acontece.

Mas se a carteira com todos os documentos forma perdidos o que deve ser feito? Obviamente que grande parte das pessoas conhecem os procedimentos, qualquer pessoa precavida sabe que é preciso ir à delegacia registrar em BO a perda dos documentos e ir à mídia anunciar a perda e torcer que alguma alma bondosa tenha encontrado e que esteja disposta a devolver.

Passam-se os dias e se os documentos não aparecem, o indivíduo pode ficar deprimido e se alguém ficar “buzinando” em seu ouvido que “já era” e coisas parecidas, é obvio o indivíduo fica abatido e vai ficando deprimido a cada novo comentário negativo a respeito do assunto.

Mas se as pessoas ao seu redor “lhe deram força”, dando-lhe ânimo, incentivando para que levante a cabeça a tome atitudes no sentido de amenizar o problema, e cada comentário apresentarem soluções positivas, por mais difícil que seja a depressão não toma conta do indivíduo, ele “coloca na cabeça” que a vida continua, e ele vai tomar todas as atitudes necessárias para tocar a vida em frente.

Não é assim quando alguém perde o emprego? Ele sabe que a vida continua e para viver vai ter que procurar outro emprego, e por mais difícil que possa ser, alguém a sua volta “incentiva” mesmo que meio “na marra” dizendo que é preciso trabalhar, e a vida continua, a pessoa arranja outro emprego e em algum tempo depois, no novo emprego a pessoa está feliz e já esqueceu o que passou.

Mas porque não é assim em pelo menos 3% dos relacionamentos? Porque uma ou às vezes, as duas partes não consegue tocar sua vida normalmente em frente?.

A minha resposta é bem simples: a falta de apoio das pessoas, e geralmente daquelas que deveriam realmente ajudar, mas o zum zum zum mentiroso nos ouvidos que ao invés de ajudar atrapalha, as calúnias que são contadas aos filhos, a falta de exposição dos verdadeiros motivos do rompimento da relação.

Existem vários motivos e conseqüências, mas a verdade é que a depressão é tudo o que escrevi acima, e chego a conclusão que para uns a depressão é doença e para outros é mimo demais, sim, porque acompanhado dos “maus conselhos” vem o mimo exagerado, e a pessoa mimada aproveita para se fazer de vítima perante a sociedade.