Diabete e Saúde Bucal

Existem vários relatórios de estudos que afirmam que a saúde bucal é essencial para manter a saúde global do indivíduo, só escovar os dentes após as refeições não é o suficiente, também é preciso que um dentista seja visitado regularmente para fazer exames.

Pesquisas feitas recentemente revelaram a existência de ligação entre as doenças gengivais e a diabetes, de um lado, está provado que as pessoas com diabetes são mais propensas a desenvolver a doença de goma, e indicam que a gengivite crônica pode ser um fator de risco para os diabéticos.

A gengivite pode fazer com que as bactérias entrem na corrente sangüínea e ativem as células inflamatórias que produzem sinais biológicos com um efeito destrutivo no organismo.

No pâncreas, as células responsáveis pela produção de insulina podem ser danificadas ou destruídas, e quando isso acontece, ele pode desencadear diabetes tipo dois até em indivíduos saudáveis, nesse caso, sem fatores adicionais de risco para o diabetes.

Se os níveis de glicose no sangue estiverem bem controlados, o risco de desenvolver gengivite e de perder os dentes é menor para quem não é diabético, mas assim como em todas as infecções, a gengivite é um fator que causa o aumento do açúcar no sangue e torna mais difícil o controle da diabete por uma questão de lógica, por isso quem tem diabete tem o risco aumentado.

Mas existem outros problemas bucais relacionados com diabetes que incluem boca seca e sapinhos que causam dor, úlceras, infecções e cáries.

Para evitar problemas dentários relacionados com a diabete é importante o controle do nível de glicose no sangue, mas, além disso, também cuidar dos dentes e gengivas, e ir ao dentista a cada seis meses para que, e, por solicitação do dentista, realizar os exames necessários.

Junto com a gengivite podem aparecer aftas, e para evitar aftas, o bom controle da diabete é muito importante, assim como também é importante evitar o fumo e alimentos açucarados, e como medida preventiva, um bom controle da glicose do sangue também ajuda a prevenir ou aliviar a boca seca causada pela diabetes.

As pessoas com diabetes têm necessidades especiais, por isso o dentista também precisa saber que o paciente tem diabete, somente assim ele irá usar os equipamentos corretos para sanar os problemas, por isso é importante avisar regularmente o seu dentista sobre quaisquer alterações na sua condição, e também sobre qualquer medicação que você tenha que ingerir.

No caso dos níveis de açúcar no sangue não estarem sob controle, é recomendado que seja adiado qualquer procedimento odontológico que não seja uma emergência.