Ensinando o Cão a Defecar

As leis do equilíbrio ecológico exigem que os animais façam suas necessidades num local que as absorva, por instinto natural, o local preferido é a terra ou a grama, e o que existe de mais parecido com terra ou grama na sua casa é o tapete persa.

Não existe a possibilidade de ensinar a um cão a não fazer suas necessidades, mas, é possível ensinar como fazer num jornal, não é difícil e não vai fazer o animal sofrer, ao contrário, vai protegê-lo.

Inicie os procedimentos de ensino confinando seu cão durante 15 dias no recinto onde deseja que ele deva fazer suas necessidades, comer, dormir e brincar.

Forre tudo com jornal, mas onde ele irá fazer suas necessidades? Não existem opções, num jornal.

Se ele começar a rasgar o jornal, umedeça-o um pouco com um borrifador desses de molhar plantas, com o jornal úmido aquele barulhinho de jornal sendo rasgado, e que é adorado pelo cão estará eliminado.

Sempre que o jornal estiver sujo, o jornal deve ser substituído, o animal precisa ficar com a sensação que suas necessidades foram absorvidas.

Você irá perceber que ele escolherá para dormir, um cantinho o mais longe da porta, fará suas necessidades em outro cantinho, o mais próximo da porta de saída, e irá brincar nos outros lugares.

Desde que o jornal seja trocado, ele fará sempre no mesmo lugar, mas se não trocar ele jamais irá fazer suas necessidades sobre as antigas, por ter que rodar antes de defecar, ele escolherá outro lugar, para não pisar na própria sujeira, e seu plano de condicionamento estará perdido.

Assim que esse comportamento se tornar padrão, retire o jornal de onde ele escolheu para dormir e substitua-o por um paninho.

Ele irá dormir no paninho, comer, brincar e fazer suas necessidades no jornal, sempre no mesmo lugar, lembre-se, desde que você troque o jornal sujo.

Aos poucos, retire o jornal de onde ele escolheu para brincar e comer, até você perceber que sua mira melhorou e que ele consiga fazer numa só folha aberta de jornal, quando acontecer, é tempo de começar a soltar seu cachorro, mas solte-o, em liberdade vigiada, após ter feito suas necessidades no jornal depois das refeições.

Quando você perceber que ele, sozinho, procura o jornal para fazer suas necessidades, poderá deixá-lo completamente solto.