O Início do Universo

Há 13.700.000.000 de anos aconteceu uma grande explosão, e estava criado o início do universo, mais tarde essa gigantesca explosão passou a ser chamada de Big Bang.

A realidade é que não houve nenhum grande bang e nenhum big pequeno simplesmente porque o som não tinha meios no qual pudesse se propagar, o que realmente houve foi a expansão de gás e matéria que veio a se tornar o nosso universo.

Foi o início do tempo, do espaço, da matéria, da energia, de todas as coisas, tudo criado inexplicavelmente a partir de uma singularidade onde nada disso existia antes.

Nos anos 1960, cientistas detectaram o eco do Big Bang na forma de uma radiação de fundo vinda do espaço, eles forneceram uma explicação teórica do que deve ter acontecido no primeiro segundo de existência do universo, quando ainda era minúsculo e muito quente.

Segundo a explicação dos cientistas, ocorreu uma súbita expansão, e a matéria passou da diminuta escala quântica para a de um cosmos pequeno, mas em expansão.

Grandes quantidades de matéria e antimatéria foram criadas e quase todas se aniquilaram, restando apenas uma pequena quantidade de matéria.

À medida que o universo foi esfriando e seus imensos níveis de energia diminuíram, partículas subatômicas se juntaram.

Foram necessários mais de 380 mil anos para que as temperaturas caíssem o suficiente a ponto de elétrons e prótons se unirem para produzir átomos.

Grandes nuvens de hidrogênio se acumularam, formando massas ainda mais densas que se compactaram devido à força da gravidade até os átomos de hidrogênio do centro se fundirem e se transformarem em hélio, liberando uma energia que os levou a se acenderem na forma de estrelas.

Quando algumas delas explodiram, tornaram-se supernovas, criaram-se átomos ainda mais pesados, que formaram a matéria prima do universo atual.