Os Extremamente Opostos

Quem estudou eletrônica, certamente que estudou sobre magnetismo, aquele magnetismo do imã, ou o “magnetismo não humano”, só para lembrar, a lei que o rege é: “semelhantes se repelem e opostos se atraem”.

Mas, curiosamente a lei que rege o magnetismo humano é exatamente ao inverso: “semelhantes se atraem e opostos se repelem”, ou sendo mais preciso, semelhantes se atraem, mais ainda se forem idênticos, e diferentes se repelem, mais ainda se forem opostos.

Sem nenhuma exceção, as energias humanas se repelem mutuamente, e mutuamente se dessintonizam, e sempre fazem isto agressivamente, violentamente, é pura desafinidade e total aversão.

As energias humanas de teores vibratórios-morais extremamente opostos como amor e ódio, ou falsidade e sinceridade, ou bondade e maldade, ou diferentes como amor e falsidade, ou ódio e bondade, ao se encontrarem, uma repelirá fortemente a outra, como “o diabo foge da cruz”.

As energias humanas de teores vib

ratórios-morais extremamente opostos nunca ocuparão o mesmo espaço, onde uma estiver, a outra não ficará, e mesmo que uma força maior as obrigue a ficar juntas, elas nunca se interpenetrarão, e assim que a força maior cesse, uma empurrará a outra para bem longe, é o mesmo que dizer que a mais potente expulsará a mais fraca e permanecerá no local.

Eis um exemplo: Duas pessoas estão bem próximas, e se os campos magnéticos daquelas duas pessoas forem de teores vibratórios-morais diferentes, será pior ainda se forem extremamente opostos, as energias delas duas se repelirão mutuamente.

Se as duas pessoas continuarem próximas, ambas sentirão, no mínimo, mal-estar provocado pelas mútuas aversão e repulsão energética dos seus dois campos magnéticos.

Outro exemplo: Uma pessoa permanece num determinado local, e se o campo magnético daquele lugar e o campo magnético daquela pessoa tiverem teores vibratórios-morais diferentes, será pior ainda se forem extremamente opostos, esses dois campos magnéticos mutuamente se repelirão e provocarão, no mínimo, sensação de mal-estar naquela pessoa.

Em nosso dia-a-dia e pessoalmente, nós comprovamos esses dois diferentes tipos de Interações das Energias Humanas, que são citados acima.

Mais dois exemplos extremos: Quando você está num grupo de pessoas com quem você simpatiza, você se sente bem, e se sente mal, quando o grupo é de pessoas com quem você não se afina.

No primeiro caso as suas energias são semelhantes ou idênticas às daquele grupo, então as suas energias e as energias daquelas outras pessoas mutuamente se afinam, se interpenetram e se completam, produzindo, em todos, sensação de bem-estar.

No segundo caso as suas energias são diferentes ou extremamente opostas às daquele grupo, as suas energias e as energias do resto do grupo mutuamente se repelirão, causando, no mínimo, mal-estar em você e/ou em outras pessoas, e no máximo, mal-estar em todos.