As Escalas Vibratórias

Infelizmente o ser humano encarnado, não tem um psicoscópio, mas por intuição conhecemos o teor, ou o poder, ou o padrão vibratório das energias humanas.

Claro que nem todo mundo acredita, para muito não precisa de prova alguma, para outros, no entanto, é preciso ter alguma prova, em todo caso, segue um exemplo:

Dentre as energias humanas que são geradas por amor, ódio, ciúme, altruísmo, inveja, egoísmo, simpatia, antipatia, alegria, tristeza, rancor, otimismo, oração, mágoa, despeito, meditação, e outras tantas energia, veja se consegue encontrar respostas:

– Qual é a energia mais negativa, mais pesada e de mais baixo teor vibratório-moral?

– Qual é a energia mais positiva, mais leve e de maior teor vibratório-moral?

Segue abaixo apenas como demonstração sem se preocupar com exatidão e utilizando apenas algumas energias humanas, uma escala vibratória graduada de zero a cem das energias humanas, vai apenas como exemplo, não existe exatidão, até porque, não temos instrumentos para medi-las:

1 – Nos limites extremos, o ódio poderia estar no grau zero e o amor no grau cem, isso porque o ódio é a energia humana pior de todas, a mais negativa, mais pesada e de menor teor vibratório-moral, enquanto o amor é a energia humana melhor de todas, a mais positiva, mais leve e de maior teor vibratório-moral.

2 – Nos valores intermediários, na parte das energias negativas, ou de baixos teores vibratórios-morais, a vingança estaria no grau 1, o egoísmo no grau 2, a inveja no grau 4, o rancor no grau 6, o despeito no grau 8, a mágoa no grau 10, a fossa no grau 12, o pessimismo no grau 14.

3 – Nos valores intermediários, na parte das energias positivas, ou de altos teores vibratórios-morais, a alegria estaria no grau 60, o otimismo no grau 70, a oração no grau 90.