Marketing Sem Spam

O poder do e-mail como mídia para o marketing é muito claro, mas deve ser utilizado de maneira apropriada, o e-mail é capaz de disseminar mensagens sobre uma empresa com sucesso a centenas de milhares de clientes atuais e clientes futuros.

Mas se o e-mail for utilizado de maneira insensata, o e-mail pode ser pior do que nada, ao invés de divulgar pode “queimar” a empresa.

O envio de emails comerciais não solicitados, é uma prática conhecida como “spam”, esta prática pode prejudicar em muito o esforço de uma empresa para realizar metas operacionais e metas financeiras, o pior de tudo é que quem contrata os serviços de divulgação não se preocupa, afinal, o “spammer” não é a empresa que contrata.

Imagine que você envia mensagens comerciais, e você acha que sempre segue as melhores práticas no marketing por e-mail, mas que tal fazer uma pequena experiência, para isso responda para si memso às seguintes perguntas:

Alguém pode ser incluído acidentalmente em sua lista?

Um usuário anônimo da Internet consegue cadastrar um amigo ou inimigo?

Você acha que de forma automática qualquer cliente deseja receber e-mails de sua empresa só porque já comprou alguma produto?

Você aluga, empresta, cede ou vende sua lista de amigos ou clientes?

Se a resposta a qualquer uma das perguntas acima for afirmativa, talvez você esteja fazendo spamming sem saber.

Algumas coisas são óbvias, mas alugar (ou repassar) uma lista de clientes sem comunicá-los desse fato está completamente fora de cogitação, mas outras situações não são tão evidentes.

Se você oferece a opção de exclusão da lista, mas não confirma o cadastramento inicial, você faz parte dos que praticam o spam, se você coleta os endereços de email dos clientes sem notificá-los quanto aos usos pretendidos desses dados, você deve mudar essa prática.

Eu cansei, estou anos acessando a internet, não tem jeito, é spam todos os dias, é gente que vende de tudo, alguns enviam e-mails com a finalidade que um link seja aberto para que o remetente enfie um vírus ou trojan, o pior é que eu mesmo é quem pago para receber uma lista de e-mails que não foram solicitados, tudo porcaria, lixo, então resolvi fazer algo, vou eu mesmo ajudar a divulgar os produtos que esses spammers tentam me vender, afinal, são pessoas necesitadas.

Não adianta entrar na discussão do uso correto do e-mail como ferramenta de marketing, muito se falou e foi escrito, nada resolveu, provalvente a luta dos spammers contra os usuários de caixa postal vai continuar enquanto existir a internet.