O Carnaval é Uma Farsa

Sei que cada qual tem sua opinião, mas às vezes não tem coragem de se expressar com medo do que podem pensar seus amigos, seus colegas de trabalho ou seus vizinhos, não importa o assunto, não se sabe o motivo, mas a opinião fica reprimida, claro que esse não é o meu caso.

Tenho contato diário com muitas pessoas, e é lógico que o assunto dos últimos dias foi o carnaval, é engraçado, mas como esse povo que gosta de carnaval é desinformado, só porque alguém em algum canal de televisão diz que o carnaval é uma festa genuinamente brasileira, eles dizem o mesmo, repetindo incansavelmente.

Então, você também que também concorda que o carnaval é uma festa genuinamente brasileira está 100% enganado, o carnaval como a gente conhece surgiu na Europa durante a era vitoriana e se espalhou pelo mundo inteiro sendo adaptado para outras culturas. 

Um certo apresentador de televisão insiste em dizer que o carnaval é uma festa popular, o que é uma mentira das grandes, o carnaval é uma festa dos ricos e para os ricos, quanto custa um camarote? Quanto deve ser pago para entrar numa festa privada? Quanto custa um passaporte que não passa de uma roupa colorida e é chamado de passaporte da alegria?

E se o camarada não tem condições de comprar aquela roupa colorida ele está condenado a não ter o direito de pular o carnaval e nem tampouco de ser feliz, isto é festa popular? Não é preciso ir longe para constatar uma triste realidade que infelizmente é a mesma no Brasil inteiro, a maioria das escolas e dos blocos que dizem que fazem o carnaval vivem as custas do poder público, e coitado do prefeito municipal se não liberar a chamada verba para o carnaval ou seja lá que órgão for está condenado a ser bombardeado pelos amantes do carnaval.

A verdade é que nenhum artista famoso, a chamada “atração” sobe num carro de som, o chamado trio elétrico para cantar e divertir o povo só porque o carnaval é uma festa popular e democrática, uma enorme quantidade de reais são pagos para artistas, geralmente de fora só para que garantam a alegria momentânea a uma população carente de tudo e que não tem sequer o que comer.

Se não bastasse, as músicas que são tocadas no carnaval são letras de conteúdo profano e deplorável, dizer que as letras têm duplo sentido é fazer elogio bem prá lá de falso, e música com “saudade da Amélia” não é mais música, as marchinhas antigas e com letras decentes não fazem mais parte do repertório de carnaval.

Não passa despercebida quantidade de policiais que trabalham nas festas para garantir a ordem durante o carnaval, e no dia-a-dia falta segurança para o cidadão fazer compras ou trabalhar no seu comércio, ou simplesmente transitar em via pública.

Me dá vergonha e uma sensação de impotência quando descubro a quantidade de ambulâncias que o poder público disponibiliza para atender aos bêbados e brigões que se envolvem em brigas, gostaria de obter respostas.

Onde estão estas mesmas ambulâncias quando alguém precisa socorrer um idoso que passa mal? Onde estão essas mesmas ambulâncias quando é preciso levar uma parturiente para uma maternidade? Onde estão essas mesmas ambulâncias quando uma mãe aflita precisa socorrer seu filho que passa mal? Onde estão essas mesmas ambulâncias quando um trabalhador está com suspeita ou está enfartando? Esse papo de que o carnaval faz girar a economia é papo furado, ou será que a economia está concentrada nas latinhas ou nos churrasquinhos que são vendidos pelos ambulantes?

Podem ter certeza que se esses ambulantes dependessem do carnaval para vender e viver disso, passariam a vida passando fome.

Carnaval só dá lucro para dono de fábrica de cerveja, dono de trio elétrico e para artistas baianos, no mais é prejuízo certo.

Alguém já parou para pensar em quanto o governo gasta para socorrer as vitimas de acidentes causados por foliões embriagados? Quanto que é pago em indenizações por morte ou invalidez em decorrência desses acidentes?

Quanto o governo gasta com procedimentos de curetagem a que muitas mulheres são submetidas depois de um carnaval sem proteção e que gerou uma gravidez indesejada? Quanto que é gasto em preservativos que são esquecidos nos bolsos, nas bolsas ou simplesmente deixados em casa? Ainda falta citar a quantidade de contaminados com DST durante esta festa em que tudo é permitido.

Não tenho razões para gostar de carnaval, não sou dono de hotel, de trio elétrico e nem dono de cervejaria, também não sou puritano, eu gosto de sexo sim, mas dentro de quatro paredes, além disso, não sou exibicionista, não gosto de ficar mostrando “minha ferramenta”, e não achei “minha ferramenta” no lixo, além disso, eu gosto demais de minha vida.