Os Radares e as Multas

A partir de 1º de julho de 2009 começa o monitoramento por Radar Móvel nas vias de Itajaí.

Segundo informações do setor de trânsito, em uma semana de experiência com os radares, foram flagrados 600 veículos acima dos limites permitidos de velocidade, vale lembrar que cada via tem uma velocidade máxima permitida.

Por isso, não adianta controlar o velocímetro, ou programar o GPS para avisar que tem radar próximo.

Os limites de velocidade na zona urbana de Itajaí variam entre 40 e 50 km por hora, a via onde é permitida a maior maior velocidade é a Abraão J. Francisco, (Contorno Sul), quem for flagrado pelo radar ultrapassando os limites de velocidade, vai pagar multa de R$ 85.13 até R$ 574.72, e pode ter a CNH apreendida.

A respeito das multas para quem desobece as Leis de trânsito sou a favor, porém, o que acontece com os condutores de Biz e de Motos, e até de biclicletas motorizadas? E os pedestres abusados e irresponsáveis não tem nem punição do tipo reciclagem?

O CNT é claro, mas esses veículos de duas rodas passam entre os carros, em frente aos agentes de trânsito e dos policiais militares, que os vêem, e até cumprimentam seus respectivos condutores e fica por isso mesmo.

Além do abuso dos motoristas, existem abusos dos condutores dos veículos de duas rodas, somando-se a falta de bom senso de boa parte dos pedestres, que aliás, em Itajaí são realmente pedestres folgados e ignorantes, e os ciclistas então, se for comentar existe tanta cosa a dizer, pois abusam da própria sorte, e a maior punição fica com os condutores de veículos, que com frequencia são obrigados a utilizar os freios, forçando a quem vem atrás fazer o mesmo ou bater.

As ruas, e por consequência o trânsito, é um local de convivência mútua, deveria haver cordialidade, mas enquanto não houver conciência que existem perigos, direitos e deveres para todos que nelas transitam, não adianta aplicar multas só nos motoristas, todos são co-responsáveis pelos acontecimentos das ruas, mas querem que só os motoristas pagam o preço.

Sou a favor sim, de multar a TODOS que cometem irregularidades ou desrespeitam a Lei, desde os condutores de veículos, ciclistas e até os pedestres, se não existe uma forma legal de punir também os pedestres e ciclistas infratores, é porque os governantes tem medo de colocar a mão na ferida.

É simples, assim como existe a CNH existe o CPF, que multem utilizando os dados do CPF e determinadas opções não estejam disponíveis para quem tem alguma restrição no CPF, é apenas uma questão de boa vontade.

Sou a favor da paz nas ruas, mas também sou a favor da igualdade em todos os sentidos, ou seja, errou, pagou.