As Irmãnzinhas Aprontam

Um motorista casado e de meia idade seguia em alta velocidade numa bela rodovia, de repente viu um cartaz onde, abaixo de uma imagem sensual, lia-se: “As Irmãzinhas de São Francisco querem aprontar com você, 10 km.”

Como um bom motorista pensou que fosse um erro, mas reduziu a velocidade.

Um pouco mais á frente, lá estava outro cartaz onde, abaixo de uma mulher usando um hábito mínimo, lia-se: “As Irmãzinhas de São Francisco estão loucas para aprontar com você, 5 km.”

Pouco mais á frente, outro cartaz: “Para que as Irmãzinhas de São Francisco aprontem com você, entre á direita.”

Curioso ele entrou e notou que havia um grande estacionamento e, ao fundo, um prédio de pedra.

Na frente, uma placa anunciava em néon piscante: Irmãzinhas de São Francisco.

Pensamentos mil passaram pela cabeça do motorista, que não resistiu e tocou a campainha.

Uma freira já idosa, de longo hábito negro, recebeu-o gentilmente: “Que deseja, senhor?”

– Vi o cartaz lá fora e fiquei interessado.

– Quer que nossas irmãs aprontem com o senhor? – perguntou a freira e sem esperar resposta, emendou: – Siga-me, por favor.

Atravessaram vários corredores iluminados por estimulantes luzes vermelhas, o motorista pode ouvir risinhos dissimulados e movimentos furtivos antes que várias portas se fechassem.

Finalmente, a freira lhe indicou uma porta fechada.

– É aqui, senhor, por favor, bata na porta.

Em seguida, a freira retirou-se.

Ele bateu na porta e outra freira, também idosa, também num longo hábito negro, recebeu-o num ambiente profusamente iluminado.

Imagens libidinosas podiam ser vistas em diversos quadros que decoravam a sala, e uma lata lhe foi estendida:

– Por favor, cavalheiro, coloque cem reais nesta caneca.

Ele colocou o dinheiro, a freira explicou-lhe:

– Siga reto até aquela porta grande. Está destrancada.

O motorista seguiu as instruções, abriu a porta e entrou rapidamente.

A porta fechou-se atrás dele e surpreso, viu-se de novo no estacionamento.

Bem ao lado, havia um cartaz:

“Siga em paz. As Irmãzinhas de São Francisco acabam de aprontar com você, pecador!”