Difícil de Ser Mudado

O e-mail é um meio de comunicação que não é invasivo e dá a possibilidade da outra parte responder no momento que tenha as informações solicitadas ou as respostas a respeito.

Os sistemas de e-mail foram ferramentas cruciais para a criação da rede internacional de computadores e hoje são fundamentais para as respostas que não precisam ser necessariamente rápidas.

O sistema eletrônico de mensagens foi criado em 1965 (sistema SAGE) e transformou-se rapidamente em e-mail em rede, permitindo que usuários situados em diferentes computadores trocassem mensagens, mas não funcionava em rede.

O sistema AUTODIN foi criado em 1966 e permitia que mensagens eletrônicas fossem transferidas entre computadores diferentes com o mesmo sistema, e em 1969 mensagens eletrônicas podiam ser enviadas e recebidas entre diferentes sistemas.

Ao contrário do telefone, o e-mail é barato, prático e não invasivo, mas não é usado como meio de comunicação por aqueles que se utilizam da burocracia para atrasar todo tipo de solução, você já recebeu algum e-mail do seu banco com a solução para seu problema?

Por acaso algum banco lhe enviou um e-mail avisando que seus funcionários entrariam em greve e que você deveria sacar seu dinheiro para não ficar sem poder utilizá-lo? Apesar de não custar nada para os bancos eles não fazem isso, mas seu endereço de e-mail está lá no cadastro e eles usam para lhe enviar propagandas.

As operadoras de cartão de crédito é outro setor que não quer saber de e-mail de jeito nenhum, afinal, se as soluções forem adotadas rapidamente quem perde dinheiro são eles, mas se for para mandar um boleto para realizar pagamento eles são hábeis e rápidos, então não justifica a repulsão em utilizar o e-mail como meio de comunicação.

Nos órgãos públicos é a mesma coisa, e não é falta de preparo dos funcionários, pois eles usam o computador do trabalho para acessar as redes sociais, e-mails particulares, enfim, sabem usar a internet, diga-se que muito bem, mesmo assim, quem depender de uma resposta através de e-mail está perdido.

Mais de 90% dos problemas que envolvem comunicações poderiam ser resolvidas com respostas precisas através de e-mail, problemas com bancos, atrasos no envio de boletos, comunicações com advogado, serviços realizados à distância, até namoro dá para ser feito através de e-mail.

E sabem que as operadoras de telefonia iriam sentir queda nos gastos do consumidor, afinal, nem todo tipo de ligação é gratuita para resolver problemas, já pensou em você enviando um e-mail para o BBB votando no “abestalhado tal” e deixando de gastar R$ 0,35 cada vez que votar?

Imagine o prejuízo da operadora e da rede globo apenas mudando seu procedimento de votar, mas isso foi só um exemplo, afinal, quem vai ganhar por lá não interessa para você, mas acharia legal se os seus problemas fossem resolvidos de forma simples e prática, bastaria que o e-mail fosse adotado como meio de comunicação de massa.

Além da economia com telefone, qualquer um poderia enviar um e-mail escrito com paciência e revisado, e poderia ser as 2 horas da manhã, e ao iniciar o expediente algum funcionário buscaria as soluções e logo enviaria a resposta, tudo com calma, sem stress e sem aquele ruído infernal dos call centers onde parece que tem 5 pessoas falando com a gente e na verdade não tem ninguém, e nem número de protocolo seria necessário, já que o e-mail é considerado documento digital.