Os Planos de Negócios

Um plano de negócios é um breve resumo que explica como um empresário (ou sua equipe) planejou para administrar um empreendimento e realizar as ações que são necessárias para que o investimento venha a ter sucesso.

Basicamente, um plano de negócios é a descrição por escrito do modelo de negócios de uma empresa, e sendo um plano as pessoas envolvidas no processo de planejamento e de gestão são as mais propensas a usar o plano de negócios.

Os planos de negócios também são usados quando se aproximam investidores que têm interesse no tipo de negócio em particular, também são usados para obter empréstimos junto a instituições financeiras.

Num plano de negócios uma grande quantidade de assuntos são abordados, incluindo um número de outros planos de negócios (sub-planos) que dependem do plano principal.

Há uma série de modelos de plano de negócios que podem ser usados para criar um novo plano de negócios a partir deles, também há opções de software.

Se uma empresa não está usando um software de plano de negócios, provavelmente os gestores irão seguir o que é considerado o formato de algum plano de negócios típico.

Além dos objetivos financeiros que são pretendidos, um plano de negócios é um breve resumo que explica detalhadamente como um empresário, diretor ou gerente planejou para administrar o capital aplicado, e assim executar as ações que são necessárias para que o empreendimento tenha sucesso.

A maioria dos planos de negócios começa com um sumário executivo que descreve os conceitos básicos do modelo de negócio, bem como as explicações abrangentes para o esquema do plano.

Em seguida, o plano de negócios irá contar uma breve história da empresa, especialmente se a empresa e as informações mais recentes que inclui quanto tempo que a empresa está em atividade, o número atual de empregados, os números de vendas mensais e anuais, a localização de todas as instalações da empresa e uma descrição completa do tipo de negócio.

A seguir, a maioria dos planos de negócios detalha o que será envolvido em seus esforços de marketing, incluindo as estratégias do ambiente competitivo, as prioridades dos clientes, os produtos, os preços e promoções, bem como a estratégia de distribuição.

Não devem ser esquecidas no plano de negócios a produção e a fabricação e deve também incluir todos os procedimentos de trabalho bem como os requisitos das instalações para produção, as necessidades de estoque, necessidades de equipamentos e uma tabela de custos fixos.

A parte das finanças detalha a fonte de todo o dinheiro, quanto é esperado de retorno, uma declaração formal de fluxo de caixa mensal e uma lista de todos os empréstimos e passivos existentes.

O setor de recursos humanos aponta onde as responsabilidades são atribuídas, o treinamento que será necessário, habilidades necessárias, as questões sindicais, salários e contratação de novas informações.

Existem outras áreas que podem precisar de cobertura, dependendo de cada situação individual pode incluir estratégias legais, pesquisa e desenvolvimento de produtos, pesquisa de mercado e quaisquer trabalhos entre empresas.

Para aqueles que sentem que não podem elaborar um plano de negócios por conta própria ou simplesmente não sabem quanto tempo é necessário para montar um plano de negócios eficiente, há algumas opções de software, como atualmente é tudo muito dinâmico, não me atrevo a citar nenhum deles.

Apenas como referência para um bom software, um bom plano de negócios deve criar um plano de negócios completo e profissional que será usado para esclarecer o funcionamento de um negócio e impressionar aqueles que quiserem consultar para fins de compreensão e de financiamento.

Um bom plano de negócios vai apresentar tabelas formatadas, cartela de cores e gráficos, desde que use um bom software, o usuário terá um plano de negócio impressionante e profissional para apresentar aos investidores e bancos.