Receita da Coca-Cola

Há alguns anos atrás, as informações que são mostradas logo abaixo teriam o valor de alguns milhões de dólares para determinados fabricantes de água mineral.

Talvez para você não tenha nenhum valor, mas mesmo assim, você ainda pode evitar que algum dinheiro saia do seu bolso seguindo os procedimentos listados abaixo, não tenha dúvidas que será muito interessante e bem econômico.

Finalmente, depois mais de 100 anos de sigilo total, a receita da Coca-Cola foi revelada num livro de Mark Prendergast, que afirma ter encontrado a receita em um pedaço de papel chamado “X” num dos arquivos da empresa.

Se é verdade ou não, não sei, mas segundo o livro, esta é a receita para produzir a famosa coca-cola na íntegra:

Materiais utilizados:

1 onça de citrato de cafeína (28,350g)

1 onça de extrato de Baunilha

112 onças de saborizante

4 onças F.E. coco

3 onças de ácido cítrico

1/4 de suco de lima

30 libras (peso) de açúcar

3,785 litros de água de boa qualidade

Caramelo o suficiente

Misture o ácido de cafeína e suco de lima em 1 quarto de água fervente e acrescente a baunilha e o saborizante quando estiver frio.

Saborizante:

80 gramas de óleo de Laranja

120 gramas de óleo de Limão

40 gramas de óleo de Noz-Moscada

40 gramas de óleo de Canela

20 gramas de óleo de Coentro

40 gramas de Nerol

1/4 de Álcool

Deixar descansar por 24 horas.

A parte saborizante é a parte mais importante da fórmula chamada de “7X”, mesmo havendo só seis ingredientes, talvez mais tarde tenha sido adicionado a baunilha ao saborizante como sétimo ingrediente.

F.E. Coco significa “fluid extract of coca” que traduzido fica extrato fluido de coca, e nozes de cola não são citadas, apenas “citrato de cafeína”.

É bem possível que Pemberton recebia a cafeína da Merck, de Darmstadt, na Alemanha, porque elogiava essa empresa como produtora de uma forma superior de estimulante, que era extraído de nozes de cola.

Bibliografia: “Por Deus, Pela Pátria e Pela Coca-Cola”, de Mark Pendergrast