Regata Jacques Vabre em Itajaí

Uma cidade como Itajaí que tem belezas naturais de encher os olhos não pode ter na secretaria de turismo pessoas acomodadas e só pensando no salário no fim do mês.

Qualquer pessoa comum divulga e faz mais pelo turismo de Itajaí sem fazer parte da administração pública, sendo que essa é uma tarefa que é da administração pública, isso ficou provado quando aconteceu o evento da Volvo Ocean Race, e devido ao sucesso de público da Volvo a regata francesa Jacques Vabre vai acontecer com parada em Itajaí, tanto que a estrutura de Itajaí foi  aprovada.

Existem tantas  belezas naturais que poderiam ser divulgadas para quem viesse para Itajaí e essas pessoas curiosas por belezas naturais naturalmente iriam visitar esses lugares.

Acho que a maioria dos itajaienses imagina Itajaí uma Itajaí turística, cheia de atrações saudáveis, atualmente um dos itens mais procurados na região são as praias, elas existem, são apropriadas e limpas, além disso tem o elemento principal que é o verão mais quente do Brasil.

Um pouquinho de boa vontade e divulgação e Itajaí que tem um povo alegre e hospitaleiro poderia ser o roteiro preferido dos turistas nacionais e internacionais.

No final de 2013 irá acontecer a chegada da regata francesa Jacques Vabre e deverá receber milhares de visitantes, imagine pessoas de toda parte do planeta desembarcando no aeroporto de Navegantes e na rodoviária de Itajaí, e todos frequentando bares e restaurantes e hospedando-se em hotéis e pousadas.

A delegação que organiza a regata Jacques Vabre esteve em Itajaí para visitar hotéis e pontos turísticos da região, e um dos fatores que contaram pontos na escolha para a chegada da Jacques Vabre é a proximidade do Aeroporto de Navegantes.

Mas foi a vibração na recepção dos velejadores durante a Volvo Ocean Race, que reuniu mais de 300 mil pessoas, o fator determinante na escolha do local de chegada.

Na regata Jacques Vabre além das categorias tradicionais, com veleiros de 40, 50 e 60 pés, e ainda está sendo estudada a inclusão de uma nova modalidade, com trimarãs de 70 pés, que são barcos parecidos com aqueles usados na Volvo Ocean Race, apenas um pouco mais largos.

Existe a possibilidade que a regata Jacques Vabre conte com um veleiro de Itajaí, o que deve aumentar a expectativa, se a possibilidade se confirmar a equipe ainda será definida, a organização está em busca de patrocínio para o barco.

A parada brasileira da Jacques Vabre acontecerá de 21 de novembro a 2 de dezembro, mas antes os representantes da regata devem voltar a Itajaí pelo menos mais duas ou três vezes.

Um dos pontos turísticos mais visitados é o bico do papagaio, é uma pedra esculpida pela natureza que lembra uma cabeça de papagaio.