Responsáveis São Os Pais

Existe uma grande discussão sobre o assunto educação, uns cobram do Estado e outros das escolas, claro que os que cobram a responsabilidade de terceiros são aqueles que não querem ter a responsabilidade que de fato é dos pais.

A sociedade parece não entender e assumir que o ponto nevrálgico na educação dos filhos está no próprio lar, isso é o mesmo que dizer que os pais são os verdadeiros e únicos responsáveis pela educação dos filhos.

Pois mesmo que não seja percebido, a criança adota a filosofia de vida, as virtudes e até mesmo os defeitos das pessoas com as quais ela convive, e transferir a responsabilidade para educadores, o mínimo a ser esperado é a falta de compreensão, talvez você já tenha escutado alguém falar em Einstein, será que você sabe que ele não queria estudar?.

Um certo dia, quando ainda freqüentava a escola primária, Einstein chegou chorando em casa e disse:.

– Mamãe, não vou mais à escola, a professora me disse que sou um inútil em matemática e me reprovou.

– Pobre Albert, disse com amor e esperança a mãe, a professora não o entende, ela não sabe que você é um gênio, e era verdade, a verdade é que nunca saberemos o grande valor que pôde ter na vida do grande sábio o espírito compreensivo de sua mãe.

Todo pai deveria se esforçar para compreender os interesses e os problemas de seus filhos, por mais simples ou pequenos que possam ser, talvez seja de muita importância para eles.

Ao ser compreensivos com eles partilharemos de suas inquietudes e de seus divertimentos, embora nos aconteça como aquela jovem senhora que se tornou amiga de uma criança que morava em uma casa vizinha e ia visitá-la todos os dias as dez da manhã.

Um dia, quando tocou a campainha, ela quis fazer uma brincadeira ao seu amiguinho, e ao abrir a porta escondeu-se atrás dela, colocando-se em quatro pés mostrando apenas a cabeça e começou a latir.

Ficou imóvel ao ver que não era seu pequeno amigo que entrava, mas um vendedor ambulante que, diante do espetáculo foi embora acreditando que estava diante de alguém que não desfrutava de juízo perfeito.

É evidente que a possibilidade de acontecer algo semelhante com um de nós é muito remota, mas pode ter a certeza de que a necessidade que os filhos têm que ter compreensão e companheirismo é real e em todos os dias.