O Primeiro Imperador

Em 2334 antes de Cristo, Sargão tornou-se o primeiro imperador da história mundial, de origem humilde, criado por um jardineiro, acabou alcançando o prestigioso cargo de portador do cálice de Ur-Zababa, rei da cidade mesopotâmia de Kish.

Mais tarde, Sargão travou uma guerra contra Lugalzagesi, poderoso rei de Uruk, e ao derrotá-lo tornou-se imperador da Mesopotâmia.

O novo imperador estendeu seu domínio por toda a região e comandou campanhas militares que se estenderam até a costa do Líbano e a Anatólia, a oeste.

Sargão, cujo nome significa “rei por direito”, estabeleceu sua capital em Acad, cidade nas margens do Eufrates que jamais foi encontrada.

Ele imediatamente implantou uma grande burocracia, que assumiu o papel de atividade econômica mais importante nas cidades da antiga Suméria.

Estradas foram construídas, e inventou-se um sistema postal usando selos reais, também foi feita uma tentativa de recensear a população.

Durante os 56 anos de seu reinado, o acadiano, uma língua semítica, tornou-se a língua oficial da Mesopotâmia.

Sargão enfrentou revoltas frequentes, primeiro lideradas por Lugalzagesi, depois por cidades e estados individuais.

Perto do fim de seu reinado, Acad foi sitiada, mas quando Sargão morreu, em 2279 antes de Cristo, ele deixou para os filhos seu império que ainda resistiu 150 anos antes de sucumbir à anarquia interna.