Você Tem Depressão?

A depressão é um distúrbio afetivo que acompanha a humanidade ao longo de sua história.

No sentido patológico, há presença de tristeza, pessimismo, baixa autoestima, que aparecem com frequência e podem combinar-se entre si.

As crises de ansiedade são tratadas com benzodiazepínicos (inibidores da recaptação da serotonina ou simplesmente IRS), sendo o alprazolam considerado o mais eficiente, mas é preciso que fique claro que esses medicamentos não agem contra a depressão.

Os antidepressivos inibidores da recaptação da serotonina são eficientes no controle da depressão combinada com ansiedade, por isso são os medicamentos escolhidos para tratar desses distúrbios.

Mas é preciso alertar para o fato de que não existe o melhor medicamento, pois todos nós temos a nossa individualidade bioquímica, é por esse motivo que um determinado tipo de remédio que funciona bem com uma pessoa pode não funcionar tão bem com outra pessoa.

É por isso que a consulta a um psiquiatra é necessária, e de acordo com os sintomas, ele tentará prescrever um medicamento que seja eficiente para o indivíduo.

Outro detalhe é que os medicamentos inibidores da recaptação da serotonina demoram de 2 a 3 semanas para fazer efeito.

Existem várias técnicas psiquiátricas para saber se o indivíduo está mesmo com depressão ou é fingimento, uma técnica infalível que não é usada na medicina mas que funciona muito bem é mostrar um pacote de dinheiro para a pessoa deprimida, se for fingimento fica curada no mesmo instante.

Na falta do pacote de dinheiro, você pode fazer um teste e obter o resultado na mesma hora, sem consulta a psiquiatra, só que se o resultado acusar depressão, por mais pouquinho que seja, não deixe de procurar um profissional no assunto.

Gostou da ideia? Então não fique pensando para responder, responda as questões abaixo baseado na realidade que você conhece melhor do que qualquer pessoa.

Me sinto com desânimo, deprimido(a) e triste:

Não me sinto com desânimo, deprimido(a) e/ou triste.
Só às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

De manhã é o momento em que eu me sinto melhor:

 Nas manhãs é o período em que sempre me sinto melhor.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Tenho crises de choro (e choro) ou me sinto como se estivesse com vontade de chorar:

Nunca tenho tido crises de choro.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Tenho problemas de sono durante a noite:

Não tenho problemas de sono.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Continuo me alimentando tanto quanto comia anteriormente:

Não mudaram meus hábitos referentes a alimentação.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Ainda tenho prazer em ter relações sexuais:

 Tenho vontade e sinto prazer em ter relações sexuais.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Ultimamente tenho perdido peso:

 Não tenho perdido peso nos últimos tempos.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Tenho problemas de prisão de ventre:

Não tenho problemas de prisão de ventre.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

O meu coração bate mais depressa do que o costume:

Não tenho percebido meu coração bater mais depressa do que de costume.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Fico cansado(a) sem motivo:

Não fico cansado(a) sem motivo.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

A minha mente está tão lúcida quanto antigamente:

Não tenho problemas de memória.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Tenho facilidade em fazer as coisas que fazia anteriormente:

Não tenho mais a mesma facilidade.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Sou agitado(a) e não consigo ficar parado(a):

Não sou agitado(a).
 Só às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Sou otimista quanto ao futuro:

Não sou otimista quanto ao futuro.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Me irrito com mais facilidade do que tempos atrás:

Não tenho tido mudanças com questões de irritação.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Tenho facilidade em tomar decisões:

Sempre decido rápido.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Me sinto útil e necessário para as pessoas à minha volta:

Sempre me sinto útil.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Tenho uma vida muito intensa:

Sempre intensa.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Tenho a sensação de que seria melhor se eu morresse:

 Não tenho essa sensação.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.

 

Ainda gosto de fazer as coisas que fazia anteriormente:

Sim.
Às Vezes.
Com Frequência.
Quase Sempre.