Só Para Diabéticos

Não sou médico, mas não posso deixar de informar o que sei, principalmente quando se trata de uma doença que as vezes se torna crônica, como é o caso da diabete.

São remédios, e principalmente sofrimento, e que podem até ser evitados, já que a diabete me parece que ainda não tem cura, a insulina ameniza, mas também causa muito sofrimento.

Um dia, fazendo meu trabalho de entregas normalmente, cheguei numa casa e fiquei por alguns minutos, coisa rápida, mas foi o suficiente para ver uma senhora que fazia algo muito estranho, pelo menos para mim pareceu estranho.

Ela pegava folhas, triturava no liquidificador, espremia o liquido verde que saia das folhas e guardava numa garrafa descartável de coca-cola.

Curioso perguntei para que e porque ela fazia aquilo, ela respondeu com ar de satisfação: isto é remédio, isto que você está vendo evita muitas picadas, meu marido toma no lugar da aplicação de insulina, é muito amargo, mas já tirou ele da cama e foi suspensa pelos médicos a aplicação da insulina.

Não duvidei, porque sei que senão todos, mas a grande maioria dos remédios tem sua origem nas plantas, mas como não iria utilizar o remédio para diabete, a conversa ficou naquilo mesmo.

Como meu trabalho é fazer entregas, entro na casa das pessoas, e por isso acabo vendo muitas coisas relacionadas aos moradores da casa, e numa dessas encontrei um senhor numa cadeira de rodas, não faz parte do meu serviço, mas perguntei o que ele tinha, então ele disse que a diabete deixou ele assim, já não podia mais andar e estava sem esperanças, então lembrei daquela senhora e do que ela disse, e pensei que talvez pudesse ajudar em alguma coisa.

Dias depois voltei na mesma casa onde tinha visto aquela senhora triturando folhas, perguntei o nome da planta, pedi para ver essa planta e também quis saber como se fazia o processo completo, além da quantidade e como era utilizado aquele suco verde.

Ela disse que a planta se chama Mão-de-Deus e mostrou um pequeno arbusto no quintal e que ela pegava umas 10 ou 15 folhas, lavava e verificava se não tinha insetos, e triturava no liquificador, ficava igual a erva mate molhada, uma pasta verde, ela espremia o sumo, molhava colocando mais água, espremia novamente e assim fazia até que o sumo que sai das folhas trituradas fosse bem claro, indicando que não havia mais o que tirar das folhas trituradas.

Guardava o sumo retirado das folhas trituradas em lugar fresco, e a pessoa devia tomar 100 ml (meio copo) do sumo três vezes ao dia, o resultado começa a ser visível em alguns dias, dependendo do grau da doença, mas desde já aviso que todos que tomaram reclamaram do amargo do sumo das folhas.

Indiquei o mesmo remédio para algumas pessoas, e como todas se dizem melhores, achei que valia a pena tentar alcançar mais pessoas que podem estar precisando da mesma solução.

A folha da planta que aqui é chamada de Mão-de-Deus tem o aspecto da folha mostrada abaixo, é uma planta que não vi com mais de 2 metros de altura, e pode se tornar uma planta indesejada (para aqueles que não precisam) devido aos ramos pegarem com facilidade.

Veja na foto abaixo uma malha de Mão-de-Deus:

Como sempre tem alguém que duvida, não custa tentar, é de graça e não dói, só amarga muito, eu não provei, mas é o que dizem, e matar também não mata, porque todos que tomaram ainda estão vivos.

Obs.: Esta planta é conhecida por aqui como Mão-de-Deus, em outras regiões pode ter outro nome, por este motivo é que foram colocadas as fotos, porque na sua região pode ter outro nome, faça bom proveito e indique a quem possa estar precisando.