Sobre Poluição Sonora

A poluição sonora ocorre quando em um determinado ambiente, o som altera a condição normal de audição.

Apesar de não se acumular no meio ambiente como os outros tipos de poluição, a poluição sonora causa vários danos ao corpo e a qualidade de vida das pessoas.

Os ruídos são os que mais colaboram para a existência da poluição sonora.

Os ruídos são provocados pelo som excessivo das indústrias, obras, meios de transporte, áreas de recreação, etc.

Os ruídos provocam efeitos negativos para o sistema auditivo das pessoas, além de provocar alterações comportamentais como perda da concentração, irritação permanente, dificuldade para entender as palavras e a queda de rendimento escolar.

Os ruídos também provocam alterações orgânicas como a perda auditiva, dor de cabeça, fadiga, insônia e o aumento da pressão arterial.

A Organização Mundial de Saúde considera que um som deve ficar em até 50 decibéis para não causar prejuízos ao ser humano, é a partir de 50 decibéis que os efeitos negativos começam.

Alguns problemas podem ocorrer em curto prazo, outros levam anos para serem notados.

Este texto tem como fonte o CURSO DE FONOAUDIOLOGIA DA UNIVALI de Itajaí.
Texto copiado com a devida autorização do website www.denisio.com.br