Tenho Inveja de Argentinos

Todos temos algumas coisas contra os argentinos, talvez até pela rivalidade que existe no futebol, sinceramente, não gosto do jeito abusado e folgado que alguns argentinos tem, mas tem algo no qual deveríamos nos espelhar nos nossos vizinhos portenhos, e esse algo é as suas manifestações.

Quem decide o quanto vai pagar é a população, a verdade é que se o preço do arroz subir 5% e o povo acha o preço injusto, ele vai as ruas e protesta e consegue chamar a atenção e para o tema e acabam por encontrar a solução.

As manifestações são a voz do povo, e não dos políticos, e para quem não sabe, Mandela não acabou com a Apartheid brincando de telefone sem fio.

Ele foi em busca do que procurava colocando a mostra a própria cara, este é apenas um exemplo que não podemos ficar apenas criticando sem tomar nenhuma atitude, mas o que a gente observa é que pagamos para não nos incomodarmos. 

Quem tiver dúvida, faça um teste, divulgue para a cidade inteira que uma manifestação para reduzir os preços de alguma taxa na cidade está para ser realizada, e que a manifestação será realizada numa data já acertada, digamos, daqui a 10 dias.

Apenas meia dúzia de pessoas comparecerá, e ainda estarão sujeitos a tomar uns tapas da polícia, justamente porque ainda não aprendemos a protestar, a nos manifestar, a cobrar os nossos direitos, a exigir atitudes dos poderes constituídos.

A imprensa também só aparece quando o assunto é tema de momento e rende audiência ou tem grana na jogada, por isso, mais afirmo mais uma vez: Êta povinho bem covarde esse povo brasileiro!!!