Verdades Que Não Mudam

Na medida em que o tempo vai passando, vão aparecendo verdades imutáveis do marketing, bem como linhas de atuação tática para seguir ao longo de muitos anos.

Nunca saberemos os dados perfeitos do consumidor, é preciso manter expectativas claras: seus dados nunca serão mais do que 90% precisos.

Estabeleça objetivos em torno de 70% a 80% de precisão para dados coletados por meios tecnológicos, como Internet ou máquinas automáticas, e objetivos mais baixos para dados coletados por humanos.

Nunca são analisados todos os dados de consumidores, e quem estiver procurando seus dados de maior valor devem começar organizando os dados por categoria, com base em sua fonte e em seu índice provável de precisão, priorize a análise, com base neste ranking, e compare amostras para determinar qual pode ser usado para economizar tempo e recursos.

Além disso, pode ser desenhado um processo formal de uma “lata de lixo” para eliminar dados antigos que não vale mais a pena manter.

Nunca serão controladas todas as interações com o consumidor, é preciso resistir à tentação de construir regras de marketing universais.

Perceba que, nas últimas décadas, a nova responsabilidade do departamento de marketing será em primeiro lugar desenhar programas que encorajem funcionários em toda a empresa a dividir e utilizar as melhores práticas de marketing e, em segundo, identificar quais as melhores práticas são apropriadas de acordo com as circunstâncias.

Nunca vai ter esperteza suficiente em marketing dentro da empresa, os profissionais que queiram incrementar seus salários devem se manter atualizados com as últimas tecnologias e reciclar seus conhecimentos pelo menos uma vez a cada 6 ou no máximo 12 meses.

As empresas devem esperar que o salário médio dos profissionais de marketing com conhecimentos de tecnologia dobrem nos próximos anos e devem estar cientes de que estes funcionários serão perseguidos agressivamente por outras empresas.

Nunca vai estar satisfeito com a esperteza interna na pesquisa de informações, os departamentos de marketing e pesquisa de informações devem ser explícitos sobre suas respectivas expectativas e agendas quando trabalhando juntos, e deveriam trabalhar rumo a um conjunto comum de objetivos e estratégias.

Os profissionais que optarem pela contratação de um fornecedor externo para gerenciar suas responsabilidades na pesquisa de informação devem, mesmo assim, solicitar ao setor interno que se envolva na contratação e em avaliações periódicas.

Nunca será atingida a visão do marketing um a um, os profissionais devem perceber que, desde que os custos crescem cada vez mais em campanhas de marketing, o objetivo do marketing um a um não é acessar segmentos de consumidores de um só indivíduo, mas identificar o ponto a partir do qual não faz mais sentido, economicamente, refinar os segmentos.

Nunca vai ter um painel de marketing centralizado, os profissionais podem esperar que a atual proliferação de aplicações de marketing persistam pelos próximos anos, talvez, no máximo cinco anos.

Eles podem ainda esperar que a aplicação e integração de dados participem com 50% ou mais dos custos de um projeto de marketing com base em tecnologia.

Ninguém vai estar imune à legislação, os profissionais de marketing, principalmente aqueles em corporações globais, precisam se manter atualizados com projetos e leis pendentes, para reduzir os riscos e determinar planos apropriados de investimentos, expansão geográfica e investimentos em tecnologia.